fbpx

Apple apresentou novos iPhones. Preços começam nos 829€

Obviamente que não são preços para todas as carteiras, mas, queira-se ou não, os produtos da Apple são sempre apetecíveis. Por isso, o mundo tem por hábito parar durante um bocadinho os seus afazeres para ficarem a par dos últimos iPhones lançados. E este ano não foi exceção, num evento onde tivemos não só telemóveis, como mais novidades de outros serviços.

No evento que decorreu no Steve Jobs Theater, auditório do Apple Park, mais recente sede da Apple, e que foi transmitido pela primeira vez também no YouTube, a gigante tecnológica apresentou, tal como já tínhamos antecipado aqui, três iPhones: o iPhone 11 e os iPhones 11 Pro e Pro Max, este último com um nome assim a puxar para o ridículo.

iPhone 11

iPhone 11

Comecemos pelo modelo base, chamemos-lhe assim. O iPhone 11 traz um ecrã LCD Liquid Retina HD de 6,1” com resolução de 1792×828 píxeis, o novíssimo processador A13 Bionic que a Apple alegou ser o mais poderoso do mundo (e disso não duvidamos), duas câmaras traseiras (ultra grande angular e grande angular, ambas com 12MP), câmara frontal TrueDepth de 12MP, 64/128/256GB de armazenamento e certificação IP68. A maçã diz ainda que este modelo oferece mais uma hora de bateria em relação ao iPhone Xr (dependendo do uso, claro) e que carrega até 50% em 30 minutos graças a um adaptador de 18W ou superior (vendido em separado).

Vem com o iOS 13 e estará disponível em cinco cores: preto, verde, amarelo, roxo, RED e branco. Preços? Começam nos 829€ e vão até um máximo de 999€.

iPhone 11 Pro e Pro Max

É a primeira vez que a Apple mete o nome “Pro” nos seus iPhones. E o que têm estes produtos da maçã de tão profissional? Bom, à primeira vista nada que os outros smartphones Android de topo não ofereçam já.

Temos aqui um textura mate no corpo que garante menos dedadas, ecrãs Super Retina XDR (ecrã OLED de 5,8” no iPhone 11 Pro e ecrã OLED de 6,5” no modelo Max Pro, ambos sendo HDR) e um sistema de três câmaras na traseira, algo inédito nos produtos móveis da marca. Sendo assim, além das lentes ultra grande angular e grande angular, temos também uma teleobjetiva, também de 12MP.

A bateria é também superior relativamente ao modelo base, com a Apple a referir que o iPhone 11 Pro oferece até mais quatro horas de autonomia do que o iPhone Xs e que o iPhone 11 Pro Max oferece até mais cinco horas que o iPhone Xs Max. Claro, na prática isto será praticamente impossível de se verificar, mas fica o apontamento.

iPhone 11 Pro

A última diferença diz respeito à capacidade de armazenamento. Aqui não existe uma versão de 128GB, mas sim de 64GB, 256GB e 512GB.

Comuns aos três modelos são as novidades no software, como o Deepfusion, que garante um maior detalhe nas fotos, Night Mode, etc.

Quanto a preços, começam nos 1179€ para o iPhone 11 Pro e nos 1279€ para o iPhone 11 Pro Max, podendo ir até um máximo de 1579€ e 1679€, respetivamente.

Os interessados podem fazer as reservas a partir das 13h do dia 13 de setembro, com as lojas a receberem os modelos para entrega logo uma semana depois, a dia 20.

Fonte | Echo Boomer



%d bloggers like this: