fbpx

Johnson & Johnson quer aprimorar o diagnóstico de fibrilação atrial do Apple Watch




A nova função de eletrocardiograma do Apple Watch (por enquanto disponível apenas em modelos comprados nos EUA) já tem salvado algumas vidas por aí ao detectar sinais de fibrilação atrial, que é um tipo de arritmia cardíaca no qual o ritmo dos batimentos cardíacos é, em geral, rápido e irregular. Já há casos de pessoas que testaram a função, foram notificadas de algo irregular e, ao falar com o médico, descobriram que estavam correndo risco de morte.

O laboratório Janssen, que é uma divisão farmacêutica da gigante Johnson & Johnson, anunciou hoje uma parceria com a Apple para desenvolver um aplicativo próprio que, em conjunto com o Apple Watch e a função de ECG, seria capaz de aprimorar o diagnóstico e melhorar a saúde de milhões de pessoas.


O estudo irá focar na análise do impacto do Apple Watch na detecção precoce da fibrilação atrial, para determinar o potencial de melhoras nos diagnósticos. O estudo a princípio ficará limitado aos Estados Unidos e em pacientes acima de 65 anos.




 

Fonte



%d bloggers like this: